Cientista nigeriano celebra política de cotas das universidades baianas

0
0
0
s2sdefault

Com destaque na política de cotas raciais, pela primeira vez no Brasil, o nigeriano, professor e doutor Sakah Mahmoud, da Kwara State University, Ilorin – Nigéria, está entre os principais convidados da Conferência Universitária de Ações Afirmativas da UNEB: A construção de um Programa Permanente.

Chefe do Departamento de Ciências Sociais e Estudos Globais, Sakah ressalta que a cidade do Salvador se evidencia por ter sólida atuação em implementar o sistema de cotas raciais nas universidades e este é o caminho para o êxito. Sakah lembra que Malásia, Índia e Indonésia ainda não contemplam um programa eficiente como o Brasil, que serve de referência para todo o mundo.

Igualdade Etnicorracial: Pioneirismo e perspectivas nos quadros de uma nova cultura universitária é assunto em discussão desde o último dia 29. A convite de Cláudia Rocha da Silva, da Comissão Executiva  da CEPAIA e professora de pedagogia da UNEB, Kwara observou que a solicitação de sua presença no encontro possibilita troca de experiências entre diferenças e semelhanças culturais e comportamentais.

O evento termina nesta quarta-feira 31, e é promovido pela UNEB, CEPAIA (Centro de Estudos dos Povos Afros-Índio-Americanos) e FIRMINA (Pós-Colonialidade – Educação, História, Cultura e Ações Afirmativas).

 

0
0
0
s2sdefault