Empresas serão outorgadas com Selo da Diversidade

0
0
0
s2sdefault

A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal da Reparação, outorgará cerca de 47 empresas sediadas em Salvador com o Selo da Diversidade Etnicorracial.

Na categoria Reconhecimento são as seguintes instituições: ABADEF, ABADFAL, ABAM, Aconchego da Zuzu, Alaíde do Feijão, Associação Educadora e Cultural Didá, Axego Bar, Cantina da Lua, Casa da Dinha, Cultuarte, Didara, Dona Mariquita, Filhos de Gandhy, IDIPES, A Mulherada, Líder Extintores, Marcia Fernanda, Maria Publicidade, Minercon, Olodum, Restaurante Maria de São Pedro, Sankofa African Bar, SPD - Associação Protetora dos Desvalidos e Yalodê Cabelos Naturais.

O ato solene acontecerá nesta quinta-feira (04/08), no auditório da Faculdade Dom Pedro II, às 18h.

Nesta terceira edição, o Selo da Diversidade Etnicorracial da cidade do Salvador apresenta duas novas categorias: Reconhecimento e Excelência. Em sua categoria Reconhecimento é uma honraria concedida pelo Comitê Gestor a micro e pequenas empresas, cujo proprietário e/ou administrador sejam negros e que possuam, no mínimo, cinco funcionários, sendo na sua maioria, negros.

Este prêmio é um reconhecimento à contribuição dada pela organização para manutenção das tradições dos afrodescendentes. Também é concedida a ONGs que lutam pelas minorias socias, pelos negros e pela prática da diversidade na cidade de Salvador.

Já o Selo em sua categoria Excelência é um prêmio concedido a empresas que alcancem bom rendimento na categoria Compromisso. As empresas necessitam alcançar uma grande média na avaliação do Comitê Gestor, por no mínimo 3 anos.

Ao obter a certificação, as instituições assumem o compromisso de desenvolver ações de combate ao racismo no ambiente de trabalho, como a elaboração de um censo étnico-racial e criação de propostas de alteração da realidade de sub-representação de afrodescendentes em seus diversos níveis hierárquicos. As propostas serão analisadas por um Comitê Gestor, composto de organizações representativas do segmento governamental, empresarial e da sociedade civil.

As empresas que aderirem ao Selo da Diversidade receberão um kit digital, com a marca do Selo, que poderá ser utilizado em peças publicitárias, papelaria, embalagens de produtos, e no material promocional da empresa.

O Comitê Gestor acompanhará a implementação da proposta apresentada pela empresa, durante todo o ano. Ao final do período o Comitê Gestor avaliará se a organização deve ou não continuar com a certificação. Todo o trabalho desenvolvido pelas empresas receberá assessoria técnica da Coordenação de Promoção Empresarial da SEMUR e do Instituto Brasileiro da Diversidade - IBD.

O Selo da Diversidade Étnico Racial é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Salvador, através da Secretaria Municipal da Reparação, o Instituto Brasileiro da Diversidade, a Associação Brasileira de Recursos Humanos - ABRH, seccional Bahia, e o Instituto de Responsabilidade e Investimento Social - IRIS. Ao todo, 21 organizações compõem o Comitê Gestor, entre elas o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Conselho Municipal das Comunidades Negras.

“O Selo é um incentivo para que tenhamos nos postos de trabalho pessoas, independente de cor, é um chamamento ético à sociedade”, ressaltou Ailton Ferreira.

 

0
0
0
s2sdefault