Concurso Nacional de Fantasia LGBT acontece nesta segunda de Carnaval

0
0
0
s2sdefault

Para o público LGBT, um dos momentos mais esperados do Carnaval é o tradicional Concurso Nacional de Fantasia LGBT. A disputa, que chega à 23ª edição, acontece nesta segunda-feira (24), a partir das 16h, na Praça Municipal, no Centro Histórico de Salvador. Performances de atores transformistas e shows artísticos marcam o evento que é uma realização do Grupo Gay da Bahia (GGB), em parceria com a Quimbanda Dudu e apoio da Prefeitura, através da Empresa Salvador Turismo (Saltur). A programação se estende até as 21h.

Além do desfile de fantasias, um das atrações mais esperadas é o show performático da transexual paulista Whilla White. A artista fará uma apresentação provocante que tem como trilha sonora a música “Lágrimas das Inimigas”, da cantora baiana Alinne Rosa.

Regras e premiação – Serão premiadas as três primeiras fantasias nas categorias luxo e originalidade. O candidato ou candidata que tiver a fantasia mais luxuosa e levar o primeiro lugar recebe a premiação no valor de R$8 mil. O vencedor no segmento originalidade será agraciado com R$4 mil. Os jurados levarão em conta a beleza, elegância, simpatia, desenvoltura na passarela, pedraria, penas, postura e, por fim, o valor gasto pelo candidato na produção da roupa, especialmente na categoria luxo, a mais esperada do evento.

“Tanto em luxo quanto originalidade é importante avaliar o grau de dificuldade para a realização da roupa. Costumo falar isso para separar e deixar bem claro a questão da homenagem a causas e temas, que são justas e comoventes”, diz o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira.

Na categoria originalidade, os critérios são a semelhança com a ideia original. Entretanto, é proibida a utilização de materiais preciosos, pedrarias caras, penas raras e lantejoulas, entre outros assessórios que possam dar conotação de luxo. De acordo com a produção, o segmento recebeu dois novos critérios dentro da avaliação, que são apresentações que representem “protesto” e “irreverência” de situações da atualidade.

FONTE: SECOM

 

 

0
0
0
s2sdefault