Observatório registrará casos de discriminação racial, LGBTfobia e violência no Carnaval

0
0
0
s2sdefault

O Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência contra Mulher tem o intuito de observar, registrar e encaminhar situações de racismo, LGBTfobia e de violência contra as mulheres nos circuitos do carnaval. Ao chegar à sua XV Edição, a iniciativa vai dispor de 150 profissionais espalhados em um posto central, no Campo Grande, e seis mirantes, três deles distribuídos no Circuito Osmar (Centro), além de outros três no Circuito Dodô (Barra/Ondina).

Os mirantes do Circuito Osmar estarão na Piedade, na Praça Castro Alves e na Casa de Itália. Já os do Dodô vão funcionar no Farol da Barra, no antigo Clube Espanhol e no Largo do Camarão. Essas estruturas permitem um campo de visão ampliado e contam com material adequado para os registros de casos de violação dos Direitos Humanos, com foco nas minorias, e de desrespeito ao Estatuto do Carnaval e à Lei Antibaixaria.

Criado pela Prefeitura desde 2005, o Observatório é coordenado pela Secretarias Municipais da Reparação (SEMUR) em parceria com a Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), já desenvolveu políticas que envolvem o estatuto do carnaval, a criação de unidades de acolhimento para crianças durante a festa, a organização e criação de regras para o serviço de cordeiro, e a utilização dos relatórios do observatório pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), a fim de orientar as entidades carnavalescas contra a violação de direitos.

No carnaval do ano passado, o Observatório registrou 3.268 ocorrências, relativas ao descumprimento do Estatuto do Carnaval, da Lei Antibaixaria, aos casos de vulnerabilidade social, de discriminação racial e de desrespeito ou violência contra a mulher e LGBT.

Caso o folião presencie algum tipo de desrespeito, pode efetuar denúncia por meio do WhatsApp do Observatório, no número (71) 98622-5494, ou pela página inicial do site da Semur (www.reparacao.salvador.ba.gov.br), no banner Denuncie.

0
0
0
s2sdefault