29 de janeiro - Dia da Visibilidade Trans

0
0
0
s2sdefault

Nesta quinta, 29, o Brasil comemora o Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais, data que marca a luta pelos direitos humanos e respeito à identidade de gênero e em busca do direito à vida sem preconceito e discriminação.

O Dia Nacional da Visibilidade Travesti, celebrado desde 2004, é uma referência ao lançamento da primeira campanha de cidadania desenvolvida especificamente para a comunidade. A campanha “Travesti e Respeito” lançada pelo Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde, em 2004,tinha o objetivo de sensibilizar os educadores e profissionais de saúde e motivar travestis e transexuais para a cidadania e autoestima.

Segundo o site do Conselho Federal de Psicologia, os dados indicam que a população trans vem sendo a mais violada e violentada entre a população LGBT no país. O último Relatório de Violência Homofóbica publicado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República aponta que grupos de travestis e transexuais ainda são os mais suscetíveis à violência, que se expressa através de injúrias, agressões físicas e psicológicas e assassinatos todos os dias.

As denúncias de violação contra a população LGBT da Ouvidoria Nacional e do Disque Diretos Humanos (Disque 100), de 2011 a 2014, já registraram 7.649 denúncias, sendo aproximadamente 16% contra travestis e transexuais.

Em Salvador, a Prefeitura disponibiliza através da Secretaria Municipal da Reparação, a unidade permanete do Observatório da Discriminação Racial e LGBT que oferece apoio às vítimas com assitência juridica, social e psicológica e atende pelo telefone 71 3202-2700 de segunda a sexta, das 8h às 17h. As denúncias podem ser feitas no link disponibilizado no site e são encaminhadas para os órgãos competentes.

0
0
0
s2sdefault